trem-anima

 

CBTU promove reunião do Conselho de Administração em Belo Horizonte

A CBTU Belo Horizonte recebeu na última quinta (16), a 353ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração (CONAD) destinada a avaliar o desempenho operacional da Companhia nos últimos anos. O evento contou com a participação do Secretário Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, José Roberto Generoso, que aproveitou a agenda pela cidade para conhecer o funcionamento e os investimentos prioritários da operadora mineira.

O presidente do CONAD, Joaquim Francisco de Freitas Cavalcanti abriu os trabalhos do Conselho ponderando sobre a relevância da presença do secretário Nacional José Generoso, em Minas, e lembrando que “o diálogo entre a CBTU e o Ministério das Cidades precisa ser cada vez mais amplo e frequente, de modo a produzir efeitos sociais ainda mais benéficos para as cidades onde a companhia opera”.

Atento às demandas locais, o presidente da CBTU, José Marques de Lima, apresentou um panorama dos resultados obtidos pela Companhia em Minas, considerando aspectos como demanda transportada, geração de receitas operacionais e extraoperacionais, levantamento das receitas próprias e subsídios concedidos pela União, custos operacionais, indicadores de qualidade, passivo judicial relativo a processos cíveis, trabalhistas e tributários, custos de operação. “Temos trabalhado para tornar a CBTU cada vez mais relevante no cenário nacional e Belo Horizonte tem dado importantes contribuições nesse contexto, por isso a relevância de dimensionar adequadamente as ações e melhorias que desejamos empreender aqui”.

Visita técnica - Na programação do dia também foram incluídas visitas técnicas ao Centro de Controle Operacional, ao Pátio de Manutenção São Gabriel e ao Shopping Estação BH, nas quais o secretário José Generoso esteve acompanhado do Superintendente Miguel Marques e de gerentes regionais da STU-BH. O roteiro serviu para os visitantes avaliarem o panorama da execução orçamentária e das medidas prioritárias elencadas pela CBTU-BH. Entre uma explanação e outra, o secretário fez questão de destacar que “tem buscado ampliar o diálogo sobre questões de planejamento financeiro focadas, principalmente, na revitalização dos sistemas da CBTU, na segurança da operação e na manutenção dos serviços à população”.

O superintendente Miguel Marques citou que “a visita é uma oportunidade de colocar em pauta as ações e investimentos prioritários para a continuidade da prestação dos serviços, incluindo projetos de curto prazo como a ampliação de estações, adequação à acessibilidade, modernização de sistema de sinalização, como também de ações de prioridade extrema, que envolvem a compra de sobressalentes, a substituição dos sistemas de ATC embarcado e a modernização dos serviços de radiocomunicação, que são fundamentais para a operação do metrô de BH.

Para expor adequadamente os aspectos técnicos de cada medida prioritária, gerentes regionais da CBTU-BH detalharam as especificidades de cada área, com destaque para aspectos que afetam diretamente a segurança da operação, a gestão dos recursos humanos, as implicações decorrentes de cortes em custeio entre outros efeitos cumulativos.

Temas em pauta: A pauta do CONAD tratou ainda da apreciação de relatórios de ações judiciais e da auditoria, acompanhamento das demandas junto ao TCU, avaliação de desempenho operacional, andamento da eleição do representante dos empregados no Conselho e calendário de reuniões na Administração Central, entre outros temas.

Presenças: Também participaram da reunião o diretor da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana Cléver Almeida; os conselheiros Marco Aurélio Campos, Pedro Augusto Cunto e Adriano de Aquino, além do auditor Rubens Ricardo Diniz; do assistente executivo Farias e da gerente de Comunicação Institucional da CBTU-AC, Letícia Motta. Pela STU-BH participaram o chefe de gabinete, Hudson Vitor de Castro; os gerentes Luiz Ayres (GIPLA), Adão Guimarães (GIAFI) Eduardo Martins (GIMAN), Maurício Cordeiro (GIOPE) Fernando Pinho (GIOBR), Gustavo Barbosa (GOJUR), Milton Torres (GOMAR), Eduardo Coimbra (Assessor STU), Júlio Terra (GIMAN) e Fernando Magalhães (COPEM).