trem-anima

 

Empresa

História

CONHECENDO A CIDADE

 

A capital do estado da Paraíba é conhecida como "Porta do Sol", por localizar-se no ponto mais oriental das Américas, na chamada Ponta do Seixas. Fundada em 1585, João Pessoa é a terceira cidade mais antiga do Brasil. Durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento - ECO-92, João Pessoa recebeu o título de "segunda capital mais verde do mundo", com base na relação entre o seu número de habitantes e a abrangência de sua área verde, perdendo somente para a capital da França.

 

O TREM

 

Em janeiro de 1982, por interveniência do então governador do estado, Tarcísio de Miranda Burity, os trens de passageiros voltaram a funcionar na capital paraibana através de acordo com a Rede Ferroviária Federal S.A. - RFFSA. O sistema denominado “Trem de Subúrbio" ligava, a princípio, apenas João Pessoa a Cabedelo, com estações em Mandacaru e Jacaré. Em 1983, numa segunda etapa de reativação, a RFFSA estendeu a linha do trem até a cidade de Santa Rita, passando pelo município de Bayeux. Desde 1984, os trens urbanos passaram a ser operados e administrados pela CBTU. Hoje, dois trens urbanos fazem 28 viagens/dia, transportando, em média, diariamente, dez mil passageiros.

 

PROJEÇÕES

 

Para o sistema de João Pessoa, a CBTU prevê a conclusão do seu projeto de modernização com a construção de mais quatro estações, a reforma completa das edificações de Bayeux e de Santa Rita, além da via permanente. A implantação do VLT, com a aquisição de oito novos trens com três carros, está estimada para 2014.

 

JOÃO PESSOA EM NÚMEROS

 

Municípios atendidos: 4 (João Pessoa, Cabedelo, Bayeux e Santa Rita)

População coberta: 1.001.485 pessoas

Passageiros transportados nos últimos 5 anos: 139,9 milhões

Passageiros transportados por dia útil: 10 mil

Extensão do trecho: 30,0 km

Número de estações: 12

Material rodante: 4 locomotivas a diesel e 24 carros de passageiros

Bitola: 1,00m

Terminal de manutenção: 1

Regularidade dos trens: 95% das viagens programadas

Pontualidade dos trens: 76% da grade programada

 

Com os projetos de modernização e recuperação, o sistema de João Pessoa, que atualmente transporta oito mil passageiros/dia, elevará o seu fluxo para 33 mil passageiros/dia.