trem-anima

 

CBTU Recife realiza pesquisa de perfil, opinião e satisfação

040917a

Conhecer os usuários do Metrô, suas preferências, necessidades e o que lhes causa insatisfação é primordial para desenvolvimento do planejamento estratégico da Companhia. Por isso, coordenados pela Gerência Regional I de Planejamento (GIPLA), empregados de várias áreas da CBTU Recife realizaram, de forma voluntária, uma pesquisa de perfil, opinião e satisfação com 479 usuários no dia 16 de agosto, em nove estações do sistema. Dentre os resultados, 64% dos entrevistados destacam que usam o metrô devido à rapidez do sistema e 63% afirmam ser contra o comércio ambulante.

Quanto ao grau de satisfação, receberam melhores avaliações o atendimento nas bilheterias e a iluminação dentro dos trens; e as menores notas foram para a sensação de segurança dentro dos trens e das estações e no entorno. A coleta das informações foi realizada nas estações com maiores demandas: Recife, Joana Bezerra, Afogados, Barro, Jaboatão, Camaragibe, Prazeres, Aeroporto e Cajueiro Seco.

“O cruzamento dessas informações é de fundamental importância, pois nos dirá se estamos no caminho certo e onde podemos melhorar, além de direcionar de forma mais adequada nossos esforços e recursos”, afirma o gerente da GIPLA, Maurício Meirelles. As pesquisas de perfil, opinião e satisfação não eram realizadas pela CBTU Recife desde 2010, devido a constantes contingenciamentos orçamentários.

Outros aspectos avaliados foram limpeza, acessibilidade, iluminação e quantidade de bloqueios das estações; além da limpeza e conforto dentro dos trens, tempo de viagem e de espera pelo trem na plataforma, dentre outros. Quanto ao perfil dos usuários, os resultados abrangem informações sobre o sexo, faixa etária, estado civil, escolaridade, renda familiar, frequência do uso do metrô e motivo da viagem, entre outros.

PARTICIPAÇÃO VOLUNTÁRIA

Essa foi a primeira vez que empregados da empresa, de diversas funções e setores, participaram desse tipo de atividade. “Através desse grupo conseguimos fazer um trabalho sem custos, de forma voluntária e muito competente, que será um referencial para pesquisas futuras. Foi uma iniciativa muito importante e que espero que se repita no futuro”, destaca o superintendente da CBTU Recife, Leonardo Villar.