trem-anima

 

230615b

 

A CBTU Belo Horizonte é parceira da Fundação Municipal de Cultura na promoção do primeiro Festival Literário Internacional de Belo Horizonte (FLI-BH), que acontece de 25 a 28 de junho em diferentes espaços culturais espalhados pela cidade. A Estação Central do metrô recebe a intervenção “Poema de Sete Faces”, de Carlos Drummond de Andrade, grafado na escadaria principal pelos artistas Raphael Sales, Larissa Alberti e Luciana Campos.

 

A intervenção é baseada em uma experimentação de suportes para a poesia que vai além do livro e dos formatos literários convencionais. “Consideramos a cidade como suporte para o texto poético e buscamos estabelecer relações entre a obra de Drummond e as práticas cotidianas, dando novos sentidos ao texto e ao ambiente urbano. A ideia é que os poemas invadam as ruas criando paisagens poéticas no horizonte da cidade transformada por vários fragmentos de poemas”, explicam os artistas.

 

Para o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Leônidas Oliveira, “o FLI-BH é uma aposta que entende o livro como manifestação da arte e potência de crescimento humano. Ao explorar o contexto da cidade e sua relação com o mundo, o livro convida o leitor a conhecer imaginários de mundos e realidades outras, causando transformações e interações locais únicas”, afirma.

 

230615cArtistas nacionais e internacionais – O Parque Municipal e o Teatro Francisco Nunes, entre outros espaços, receberão uma grande variedade de atividades e nomes de peso da literatura internacional. Fazem parte da programação: conferências, palestras, mesas de debate, sessões de autógrafos, exposições, teatro, música, cinema, performances, intervenções urbanas, oficinas, entrevistas, saraus, narrações de histórias e muitos encontros. Todas as atividades são gratuitas e acontecerão entre 9h e 22h.

 

Com o tema “Imagina o mundo, imagina a cidade”, o FLI-BH traz à capital mineira escritores, ilustradores, críticos e espe-cialistas em literatura, além de leitores, de vários lugares do Brasil e do exterior. Mais de 100 artistas ligados à literatura compõem a grade. Entre os escritores, vale destacar a presença dos premiados: Milton Hatoum, Ana Miranda, Elisa Lucinda, Marina Colasanti, Humberto Werneck, Eric Nepomuceno, Ana Martins Marques, Chacal, Carlos de Brito e Mello e Luiz Ruffato, além dos estrangeiros Yolanda Reyes (Colômbia), Inês Pedrosa (Portugal), Juan Pablo Villalobos (Espanha) e Teresa Cárdenas (Cuba).

 

Principais Números do FLI-BH
118 escritores/ pesquisadores / artistas
60 lançamentos de livros/ 34 mesas redondas e palestras
40 rodas de leitura e narrações de histórias
14 espetáculos, performances e saraus
14 filmes na mostra Interseções: Cinema e Literatura
11 oficinas especializadas / 17 oficinas de sensibilização
3 exposições/ 2 feiras de livros

 

Saiba Mais
Festival Literário Internacional de Belo Horizonte
25 a 28 de junho de 2015, das 9h às 22h – Entrada Gratuita

Mais informações: www.flibh.com.br.