trem-anima

 

2181O superintendente da CBTU-BH, Miguel Marques, e o líder da bancada federal em Minas, deputado Diego Andrade, estiveram reunidos com  o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, nesta segunda (3/12), para agradecer o empenho do  prefeito na tentativa de garantir que os recursos de R$ 1,2 bilhão -  relativos ao acordo firmado entre o Ministério da Infraestrutura e a Ferrovia Centro-Atlântica, administrada pela VLI S/A - sejam inteiramente repassados à expansão da linha 2 do Metrô de BH, no Trecho Calafate-Barreiro. 

Em abril de 2019, o prefeito Kalil esteve em Brasília, acompanhado dos deputados federais da bancada mineira, para tratar pessoalmente com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, sobre a ampliação da linha do metrô e recebeu dele a promessa de que Minas seria contemplada quando da distribuição dos recursos. “Estamos confiantes que dessa vez a obra sai, porque o pedido foi feito conjuntamente pela bancada mineira, com representação de todos os partidos, e todos estão de parabéns por essa união em favor de uma obra tão relevante para Minas”, enfatizou Kalil.

Coesão de forças: Ainda durante a reunião, o superintendente Miguel Marques apresentou as obras de infraestrutura já implementadas ao longo da linha 2 e reafirmou a importância de seguir contando com o apoio pessoal de Alexandre Kalil nas negociações em torno da efetiva destinação de verbas. Já o líder da bancada mineira no Congresso, Diego Andrade, destacou que “o momento é de união pelas demandas de Minas e que é preciso manter a coesão de esforços a fim de que o dinheiro prometido seja, legitimamente, destinado ao Estado”.

Dados do Ministério da Infraestrutura revelam que o acordo firmado entre o Ministério da Infraestrutura e a Ferrovia Centro-Atlântica trata do maior valor a ser recebido pela União relativamente a renovação de concessões ferroviárias. A homologação do termo ocorreu na sede do Ministério Público Federal de Minas, na última semana (28/11).