trem-anima

 

2358O Banco Central colocou em circulação a nova cédula de R$ 200 e a CBTU-BH aproveita para alertar a todos quanto a importância da precaução redobrada, a fim de evitar golpes. A nota foi impressa nas cores cinza e sépia e estampa a imagem do lobo-guará, espécie em risco de extinção na fauna Brasileira. Ela preserva os elementos de segurança já existentes, como número que muda de cor, marca-d’água, número escondido que aparece quando a nota é colocada na posição horizontal, alto-relevo na frente e no verso e quebra-cabeça, que mostra o valor da cédula quando colocada contra a luz. 

O coordenador de Arrecadação da CBTU-BH, Leandro Cabral, reforça que é fundamental a verificação de todos os itens de segurança, considerando que foram detectadas falsificações em vários estados. “Já solicitamos ao Banco Central o envio de cartaz e do manual de identificação dos elementos de autenticidade da cédula para reprodução e distribuição nas estações”, informa Cabral.  Dicas de segurança sobre o uso da cédula podem ser consultados no site www.bcb.gov.br/cedulasemoedas/notadeduzentos.

Colecionador cuidadoso: O assistente operacional e supervisor de estação, Hebert Gomes, que é numismata, ou seja, colecionador de moedas e cédulas antigas, fez questão de adquirir logo a nova nota. O item vai se juntar às mais de 2 mil peças que integram a coleção particular do empregado, iniciada há sete anos, e que guarda exemplares de 150 países, incluindo todos os períodos de história Brasileira. “A cédula vai se juntar a outras que tenho, como a de 200 Réis e a de 200 Cruzados, que são fragmentos de nossa trajetória econômica. É um orgulho ser um dos primeiros a tê-la”.  A dica de cuidados do supervisor vale para o tamanho e para a cor da atual nota. “É preciso permanecer sempre atento para não confundir a cédula de R$ 200 com a de R$ 20, já que elas têm o mesmo tamanho e cores muito semelhantes”, alerta o supervisor.