trem-anima

 

 

2398

A CBTU Belo Horizonte publicou nesta segunda (14) extrato de resultado preliminar do procedimento de Heteroidentificação étnico-racial dos candidatos ao concurso público regulamentado pelo Edital 001/2016. A íntegra da publicação está disponível nos sites www.cbtu.gov.br e www.fumarc.com.br e a relação nominal abrange os candidatos autodeclarados negros (pretos ou pardos) aprovados, classificados e que foram admitidos dentro das cotas previstas.

Prazo recursal: O candidato que deseja interpor recurso deve fazê-lo nos dias 15 e 16 de dezembro de 2020, das 9h às 23h59. Somente o próprio participante terá acesso à ficha de avaliação e, exclusivamente, no prazo recursal. Acesse o conteúdo através do site www.fumarc.com.br, portal do candidato, informando o número de inscrição e CPF ou através do link https://cutt.ly/yhF8CJf. Não serão aceitos recursos fora do prazo, via postal, fax ou através de email diverso do indicado.

O candidato deve utilizar, obrigatoriamente, formulário eletrônico para recursos disponibilizado no site www.fumarc.com.br e encaminhar o pedido para: fconcursosatendimento@pucminas.br.  O recurso deverá conter argumentos consistentes, objetivos e atinentes ao pleito. Não será permitido o envio de novos arquivos de imagem ou vídeo no período recursal.

O chefe da Gerência Jurídica da CBTU-BH, Gustavo Barbosa, explica que       “o candidato considerado não apto pela banca de heteroidentificação e pela banca recursal será eliminado do concurso, mas casos omissos, duvidosos ou não previstos no edital 001/2020, que regulamenta o procedimento de validação da heteroidentificação, poderão vir a ser resolvidos pela Comissão de Acompanhamento do Concurso Público constituída pela CBTU-BH e pela FUMARC”.

Resultado: O resultado definitivo será publicado nos sites www.fumarc.com.br e www.cbtu.gov.br. O não enquadramento na condição de pessoa negra (preta ou parda) não configura ato discriminatório de qualquer natureza, representando, tão somente, que o candidato não se enquadrou nos quesitos cor ou raça usadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Não serão aceitos novos recursos sobre o resultado definitivo da Banca de Heteroidentificação.

A CBTU reserva-se o direito de rever, a qualquer tempo, as informações e a documentação apresentadas por candidatos. Se constatadas irregularidades insanáveis, relativas às exigências do edital e às normas aplicáveis, a Companhia poderá rescindir o contrato do empregado, sem prejuízo de demais sanções cabíveis, garantidos o contraditório e a ampla defesa do profissional.