trem-anima

 

IMG 9726Em continuação à série “Mapa de Arredores das Estações” do metrô de Belo Horizonte, a unidade apresentada nesta semana é a Estação Central. Localizada no Centro, o embarque acontece pela Praça Rui Barbosa, mais conhecida como Praça da Estação, ao lado da Avenida do Contorno, uma das principais vias da cidade. 

O Museu de Artes e Ofícios, à esquerda da estação Central, apresenta temas relacionados ao trabalho, artes e ofícios, com obras de diversas ocupações que existiam no período pré-industrial brasileiro. À direita da estação, encontra-se a bilheteria do trem Vitória-Minas (EFVM). Nos arredores dessa estação, os usuários têm ainda o Centro Cultural da UFMG e o Espaço 104, locais onde são realizados shows, mostras de cinema e exposições de arte. 

Caminhando mais um pouco, a cerca de 500 metros, os usuários podem acessar o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, patrimônio ambiental mais antigo de Belo Horizonte. Na mesma distância, mas no sentido oposto ao parque, encontramos a regional da Funarte de Minas Gerais, com estrutura para receber espetáculos e exposições de artes.

A Praça 7 de Setembro, marco zero do hipercentro belo-horizontino, localizada no cruzamento da Avenida Amazonas com a Avenida Afonso Pena, está a menos de 750 metros da estação. Ao seu redor, há diversos hotéis e pousadas para recém-chegados, bem como comércios, restaurantes e lojas de departamento. A mesma distância separa a Estação Central dos shoppings populares Oiapoque e Xavantes.

A Prefeitura Municipal de Belo Horizonte encontra-se a pouco mais de 750 metros da Estação Central, na Avenida Afonso Pena. Na mesma avenida, os usuários podem visitar o Palácio das Artes, o maior centro de produção, formação e difusão cultural de Minas Gerais e um dos maiores da América Latina.