trem-anima

 

 
Foto: Google
 
A Gerência Regional I de Administração e Finanças – GIAFI, na figura do seu gerente, Rafael Toscano; em conjunto com o setor de desapropriação da Gerência Regional I de Obras – GIOBR, na figura do seu gerente Ricardo de Paula; em parceria com a Gerência Operacional Financeira – GOFIN e com a Coordenação Operacional de Patrimônio – COPAT, conseguiram cancelar uma dívida de 23 anos na casa dos 700 mil reais de IPTU perante a Prefeitura do Recife, referente ao conjunto habitacional Cafezópolis. 
 
O conjunto foi construído entre os anos de 1997 e 1999 para abrigar uma comunidade lindeira da Linha Sul que perdeu suas moradias em processos de desapropriação judicial no âmbito do Programa de Expansão do Metrô do Recife. Com o Processo Administrativo nº 749787822 encaminhado à Prefeitura do Recife, a STU Recife conseguiu comprovar de forma documental e fática que desde a data de 28/09/1999 o Município expropriante já se encontrava na posse do imóvel.
 
 
“Esse sucesso de Cafezópolis é representativo para a comunidade local, a qual poderá ter seu direito formalizado quanto da posse, escritura e todos os direitos de transmissão de bens, etc. Representando assim não só uma diminuição de passivo financeiro, mas sim, um importante marco social pela ação do Metrô do Recife”, explica o gerente regional de finanças, Rafael Toscano.
 
Ainda segundo o gerente Regional de Administração e Finanças, essa importante conquista abre precedentes administrativos para mais ações, onde a STU-REC já prepara um próximo processo que visa desonerar um passivo da ordem de R$ 3 milhões.