trem-anima

 

 
Nesta terça, 04 de junho, a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que ligará as cidades de Brasília – DF e Luziânia - GO, foi objeto de audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados. A CBTU apresentou o pré-projeto, que envolve a adaptação de 60 quilômetros de via permanente existente, com um custo entre R$ 5 milhões e R$ 6 milhões por quilômetro, incluindo material rodante, estações, sinalização, oficinas e demais sistemas auxiliares. 
 
“Para nós é uma enorme satisfação apresentarmos esse pré-projeto. Agradecemos pela confiança na CBTU e temos certeza de que ele beneficiará e consolidará o sistema de transporte no Entorno”, afirmou o diretor de Planejamento e Relações Institucionais da CBTU, Eduardo Coimbra. 
 
 
 
O VLT, que poderá atingir uma velocidade máxima de até 80 (oitenta) quilômetros por hora, terá uma capacidade de 2.240 pessoas, sendo possível a capacidade total, por dia, de 24.640 passageiros. Serão 22 viagens por dia, passando por Jardim Ingá, Cidade Ocidental, Valparaíso e Cidade Jardim, em Goiás. Já no DF, passará pelo Park Way, Núcleo Bandeirante, Guará e Setor de Indústrias, com destino à Estação Rodoferroviária. 
 
O diretor-adjunto técnico, André Jóia, e o gerente técnico de Convênios e Desenvolvimento de Novos Sistemas (GECOD), Daniel Freitas, fizeram a apresentação técnica da operação novo trecho, destacando os benefícios diretos e indiretos de sua implantação. “Em um cenário um pouco mais otimista, poderíamos conseguir do Jardim Ingá até a Rodoferroviária, um tempo de percurso de 72 minutos. Já de Valparaíso até a Rodoferroviária, de 50 minutos”, explicou Daniel.
 
André Jóia destacou que os maiores custos seriam a compra dos trens, já que existe uma pré-existente estrutura nos locais. “A estimativa é de que a operação experimental tenha início em cerca de 3 meses. Uma vez totalmente operacional, o trecho beneficiará até 560 mil pessoas que se deslocam diariamente no Entorno”, comentou.
 
Estiveram presentes na audiência, a senadora Damares Alves (Rep - DF), o senador Wilder Moraes (PL - GO), os deputados federais Dr Zacharias Calil (União – GO), Lêda Borges (PSDB - GO), Flávia Morais (PDT – GO) e Delegada Ione (Avante – MG), além do prefeito de Novo Gama (GO), Carlinhos do Mangão.  Representando o governador do DF, Ibaneis Rocha, o secretário de Transporte e Mobilidade (Semob) do DF, Zeno Gonçalves, garantiu, que o sistema de transporte público do Distrito Federal está pronto para comportar a implantação do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). 
 
 
 
Da CBTU, também participaram os diretores adjuntos de Administração e Finanças, Thaís Pessoa, e de Planejamento e Relações Institucionais, Valmir Azevedo; além do gerente geral de Estudos e Projetos (GAESP), Jurandi Campos.