trem-anima

 

Multidões nas ruas, vias fechadas, qual seria então a melhor forma de se deslocar pela cidade e aproveitar o Carnaval? A resposta é simples: metrô e trens urbanos. Pontual, regular, seguro e prático, dessa forma, este modal demonstra ser ferramenta estratégica não apenas para o dia a dia, mas também vital para atividades culturais e econômicas de grande porte nas cidades. Nos dois maiores sistemas da CBTU, Belo Horizonte e Recife, por exemplo, foram transportados 2.038.024 passageiros no período de Carnaval.

pro site

Na capital pernambucana acontece o maior bloco do mundo, o Galo da Madrugada, que reúne cerca de dois milhões de pessoas. Para isso, é preparada uma operação especial todo ano, visando garantir o deslocamento e a segurança dos foliões. Pode-se dizer que a CBTU tem grande importância nesta festa.

Para o superintendente da CBTU no Recife, Leonardo Villar, a Operação Galo da Madrugada foi um sucesso. "Durante o Galo, nós passamos a cobrar mais e a ser mais cobrados, não só no aspecto técnico. Para quem participa de todas as fases e de todas as discussões, esse é o momento em que todos querem dar o melhor de si. É nesses momentos que nós provamos para nós mesmos, que temos garra, união e somos capacitados para atuar".No dia do Galo, a Companhia transportou 300 mil foliões, em 488 viagens realizadas, e 1300 empregados envolvidos. Foram 26 trens ofertados e nenhuma ocorrência significativa na circulação de trens ou incidentes graves relacionados à segurança. Segurança essa que contou com uma grande novidade este ano: o total funcionamento do novo sistema de vídeomonitoramento, que conta com 1300 câmeras de alta resolução e um centro de monitoramento.

Uma operação concluída com êxito mediante a muito esforço e dedicação do corpo técnico da CBTU, e sinergia com diversos órgãos, como Polícia Militar, Tribunal de Justiça de Pernambuco, Defesa Civil, Secretaria de Desenvolvimento Social entre outros. Vale destacar também o juizado do Folião, construído pela Companhia, que contou com juízes, promotores e defensores públicos de plantão e está servindo de referência para outros estados.    

“Este é um desafio que realizamos durante muitos anos, e em todos tivemos sucesso, sempre com muita dedicação e trabalho. É com muito orgulho que vejo o resultado desta operação e o serviço que prestamos a população”, comemora o diretor-presidente José Marques.

Um importante detalhe é que a movimentação de passageiros é praticamente toda durante um período específico, início e fim do bloco, o que aumenta a complexidade da operação. Durante o período de Carnaval, entre sábado e quarta feira de cinzas, foram 880.116 passageiros transportados.

Em Belo Horizonte, o resultado também foi mais do que positivo. Foram transportadas 1.157.908 passageiros, um aumento de 18% em relação ao ano passado. O segundo ano consecutivo com aumento de demanda. Para se ter uma ideia da importância da CBTU no Carnaval da capital mineira, este número representa cerca de 26% do total de pessoas que curtiram o carnaval pela cidade, cerca 4,3 milhões. Ou seja, um a cada quatro foliões.

20032019acNa avaliação do superintendente da CBTU em Belo Horizonte, Miguel Marques, o crescimento do número de passageiros transportados sinaliza que o metrô vem se consolidando como transporte essencial para os grandes eventos. “É animador perceber que a participação da CBTU tem ajudado a construir laços mais fortes junto às instituições com as quais nos relacionamos. Esse é o primeiro passo para que todos reconheçam a diferença que o metrô faz para toda a cidade”, comenta.

Já o Coordenador de Programação e Procedimentos Operacionais da CBTU-BH, Alexandre Mendes, acredita que os números revelam um esforço de produção concentrado. “Eu confio muito no trabalho em equipe. Tenho certeza que a margem para o acerto e, consequentemente, para o sucesso, é maior quando existe comprometimento e respeito entre todos”, disse.

A CBTU em Belo horizonte operou com o horário ampliado em estações até as 2h, e abriu também mais cedo, às 5h da manhã. O que demonstra o comprometimento com a população do qual a superintendência atuou neste período. Não houve registros de incidentes ou ocorrências graves relacionada a segurança.