trem-anima

 

foto 030“O Governo do Estado do Paraná tem o objetivo de ampliar a capacidade do transporte urbano da Região Metropolitana de Curitiba, e acreditamos que o caminho mais viável para isso é através desta parceria com a CBTU, levando em consideração toda a experiência que a empresa tem com o transporte ferroviário de passageiros”.
Assim concluiu o diretor-presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), Gilson Santos, ligada a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas do Estado do Paraná, ontem, na AC, após a primeira reunião entre as partes.

O Acordo de Cooperação Técnica será assinado em 26 de junho e tem os mesmos moldes do trabalho feito pela equipe da Diretoria Técnica (DT) em Macaé e a parceria com a Câmara Metropolitana do Rio de Janeiro.
 
Ele consiste em viabilizar três ramais utilizados pelo transporte de cargas na Região Metropolitana da capital paranaense para que sejam utilizados, de forma compartilhada, para a população introduzindo VLTs. Dessa forma, Curitiba irá se inserir como mais uma cidade na rota do transporte ferroviário de passageiros, reduzindo gargalos na mobilidade e aprimorando a oferta de transporte para a população.
 
Constituída por 29 municípios, a RMC é a oitava região metropolitana mais populosa do Brasil, com 3.223.836 habitantes, e concentra 30.86% da população do Estado. Também é a segunda maior região metropolitana do país em extensão, com 16.581,21km², fazendo fronteira com São Paulo e Santa Catarina.

O diretor de Planejamento e Relações Institucionais (DP), Pedro Cunto, afirma que o “ponta pé inicial” foi dado, e que o encontro foi muito positivo. “Ajustamos como será feito o trabalho, alinhamos a expectativa de entrega nessa primeira etapa do projeto, marcamos a assinatura, foi tudo muito bem, em julho já começamos os trabalhos”, diz Pedro.     
 
Gilson Santos, diretor-presidente da Comec, enaltece o otimismo com a reunião. “Hoje, esse encontro serviu para reforçar essa expectativa grande que tínhamos ao conhecer uma equipe altamente qualificada, técnica, e com certeza vai contribuir muito para o Governo do Estado do Paraná oferecer esse tipo de transporte para a população”, finaliza.
 
O diretor Técnico Sérgio Sessim, disse que este tipo de parceria é de vital importância para a CBTU e a mobilidade urbana do país. “Este trabalho, de fomentar a ferrovia em trechos pelo Brasil não usados para o transporte de passageiros, é de grande importância não só para a CBTU, mas para toda a mobilidade. Sabemos dos benefícios e do caráter estratégico do transporte ferroviário para as cidades e a população destes locais. Este modal é a solução para o deslocamento urbano”, afirma Sérgio.
 
O diretor adjunto da DT Marco Aurélio Zarur também esteve presente no encontro, assim como a diretora adjunta da DP, Renata Teti, além de diversos técnicos da Companhia. Pela Comec, o chefe de gabinete Gabriel Hubner e o diretor de Transportes Wilianson Alves, acompanharam o diretor-presidente Gilson Santos.