trem-anima

 

311019acA Companhia está investindo na compra de mais de 11 mil toneladas de trilhos que vão beneficiar operações em todas as suas superintendências (Belo Horizonte, Recife, Maceió, Natal e João Pessoa).

Desse montante, 1,3 mil toneladas já foram adquiridas. Só para a STU-Belo Horizonte, a aquisição representa o equivalente a R$ 3.524.500,00 em investimentos. Foram 700 toneladas de trilho TR 57 que serão utilizadas nas atividades diárias de manutenção decorrentes de substituições por desgaste natural. No Recife, 600 toneladas do material foram compradas com um investimento de R$ 3.114.000,00. O restante da compra está em processo de conclusão. Mais de 90% do total adquirido vai abastecer os estoques das unidades que operam no Nordeste.

O superintendente da CBTU em Belo Horizonte, Miguel Marques, comemorou a chegada do primeiro lote de material e destacou que “a compra compartilhada com as demais unidades tem se mostrado um método eficaz de alcançar vantagem financeira para os cofres públicos e tem permitido a melhor distribuição os recursos economizados, reaplicando-os em outras demandas necessárias ao dia a dia da operação”.

Desde 2003, a CBTU vem adotando o Registro de Preço, com grande sucesso, o que tem gerado considerável economia na aquisição de materiais e serviços. Segundo o gerente da Gebel (Gerência Técnica de Belo Horizonte), Roberto Augusto, a aquisição foi realizada através de licitação internacional - Registro de Preço, com o objetivo de baratear o custo total dos lotes e trouxe uma economia de R$ 1.004.434,00 para a Companhia.

Segundo o fiscal do contrato em Belo Horizonte, Reinaldo Eustáquio Araújo, “a última aquisição dessa natureza foi realizada, em 2007, e a compra veio em ótima hora, já que este é um dos ativos mais importantes para a ferrovia e material de consumo essencial para a operação dos sistemas”.