trem-anima

 

9 premio tecnologia cerimonia premiacao vencedores

Anna Clara de Oliveira, vencedora categoria 1; Luiz Eduardo Argenton, da ANPTrilhos; Adriana Lins, da CBTU; Felipe Naves, vencedor categoria 3; Silvia Cristina Silva, da AEAMESP; e Claudio Volpi, vencedor da categoria 2, na cerimônia de premiação.

 

 

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) e a Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô (AEAMESP) realizaram a cerimônia de entrega do 9º Prêmio Tecnologia & Desenvolvimento Metroferroviários ANPTrilhos-CBTU, na abertura da 28ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, nesta 3ª feira (13/09), em São Paulo.

O artigo técnico “Novos modelos de trabalho pós-pandemia e seus efeitos na demanda do metrô do Rio de Janeiro”, de autoria de Anna Clara de Oliveira e Diogo Salcides, foi o vencedor da categoria 1. “É uma honra estar aqui, ter conquistado o Prêmio e poder compartilhar com os presentes os nossos estudos, de maneira que todos possam saber o que é desenvolvido no metrô do Rio de Janeiro”, destacou Anna Clara.

“Equilíbrio sustentável na regulação da operação de trens” foi o artigo vencedor da Categoria 2. O artigo foi escrito por Claudio Volpi, Kaique Xavier, Carlos Alberto Jr, Joelson de Moura, Vanderley de Souza. “Estou muito feliz por ser agraciado com o Prêmio e a importância de expor nosso trabalho sobre equilíbrio sustentável. Ele é todo baseado na quantidade de trens e de energia nessa oferta e é isso que o mundo procura e nós, conscientes sobre o tema, temos que ver esse consumismo de uma forma sustentável dos recursos naturais, sem deixar de prestar um bom serviço aos nossos clientes”, ressaltou Claudio Volpi.

Já o artigo técnico “Melhorias na Linha 10 - Turquesa da CPTM”, de autoria de Felipe Naves, Allan Silva, Anderson Liberato, Geraldo Magela e Aguinaldo Milan, foi o vencedor na Categoria 3. “O bom de ter sido agraciado com esse Prêmio é destacar a importância da união do time que desenvolveu o artigo. É um trabalho multidisciplinar de dois anos que traz grandes benefícios para os passageiros, como também valoriza o trabalho do grupo, no processo de melhoria no tempo de viagem”, enfatizou Felipe Naves.

A premiação foi entregue pelo Vice-Presidente de Planejamento da ANPTrilhos, Luiz Eduardo Argenton; pela Diretora Técnica da CBTU, Adriana Fonseca Lins; e pela Presidente da AEAMESP, Silvia Cristina Silva.

“O Prêmio estimula a produção técnica e científica dentro de todas as operadoras e empresas que participam. Ele proporciona visibilidade para as pessoas e traz resultados significativos dentro das empresas, seja através de produtos novos ou de serviços implementados. Premiamos aqui as pessoas que fazem isso acontecer e que trazem o melhor para os passageiros que utilizam os sistemas. Parabéns a todos os vencedores e finalistas”, explicou Argenton na abertura do evento.

A Diretora Técnica da CBTU, Adriana Lins, destacou que a importância do Prêmio vai além da troca de conhecimento, das pesquisas e até mesmo das inovações tecnológicas que foram desenvolvidas com a edição dos trabalhos. “A importância está na continuidade e no fortalecimento do setor ferroviário, que cada um desses trabalhos deixa como sua marca de contribuição, para o desenvolvimento e protagonismo do transporte metroferroviário”, explicou em seu discurso.

Silvia Cristina Silva, Presidente da AEAMESP, agradeceu a parceria com o Prêmio, que, tradicionalmente, é entregue na abertura da Semana de Tecnologia. “Parabéns aos autores dos trabalhos que, juntamente com todos os nossos apoiadores e palestrantes, trazem assuntos importantes para serem debatidos nos próximos dias e fazem esse evento tão prestigiado”.

O Prêmio Tecnologia & Desenvolvimento Metroferroviários ANPTrilhos-CBTU é dividido em três categorias. Confira os cinco artigos técnicos finalistas de cada categoria:

Finalistas - Categoria 01
•    Análise de sensibilidade dos novos modelos de divisão modal do Metrô de São Paulo, de autoria de Alexandre Frazao D Andrea
•    Novos modelos de trabalho pós-pandemia e seus efeitos na demanda do metrô do Rio de Janeiro, de autoria de Anna Clara Fernandes de Oliveira
•    Aplicação do Analytic Hierarchy Process na Avaliação de Projetos para Trens Turísticos no Brasil, de autoria de Ewerton Henrique de Moraes
•    Remodelação da Linha Oeste do Metrofor para a mitigação do efeito barreira, de autoria de Juliana Guerreiro de Carvalho Rocha
•    Calculando Acessibilidade por meio da Mobilidade, de autoria de Rafael Henrique de Oliveira

Finalistas - Categoria 02
•    A análise exergética como ferramenta de valoração do impacto ambiental dos sistemas de transportes, de autoria de Amaro de Paula Diehl Krob
•    Aplicação de Business Intelligence na Gestão do Conhecimento - Desenvolvimento Ágil (SCRUM), de autoria de Carlos Augusto Dias de Faria
•    Equilíbrio sustentável na regulação da operação de trens, de autoria de Claudio Soares Volpi
•    A Importância da Gestão de Clima Organizacional para Obtenção de Maior Engajamento de Equipes, de autoria de Risia Moura Oliveira Benevides
•    Gestão de ativos na melhoria das portas dos trens do Metrô de São Paulo, de autoria de Rodrigo Ismail Miguel

Finalistas - Categoria 03
•    BIM e linguagem de programação visual: parametrização, padronização e extração de planilhas, de autoria de Cleivan Augusto Bianchin
•    Construção de paredes diafragmas com análise do tempo de contato entre armadura e a lama bentonítica, de autoria de Daniel Agra
•    Sistemas antifurto para sinalização ferroviária - Estudo de caso aplicado na linha 7 (Rubi) da CPTM, de autoria de Daniela Bernardino Belém
•    Melhorias na Linha 10 - Turquesa da CPTM, de autoria de Felipe Ribeiro Naves
•    Segurança Cibernética nos Trilhos - Aplicação Prática em Projetos de Sistemas, de autoria de Ricardo Frade Mourino

As apresentações dos artigos técnicos farão parte da programação da 28ª Semana de Tecnologia Metroferroviária da AEAMESP, que será realizada até 6ª feira (16/09), com transmissão on-line e participação presencial em São Paulo. A programação do evento está disponível em www.semanadetecnologia.com.br