trem-anima

 

2162A CBTU Belo Horizonte é parceira do Arquivo Público de BH no ciclo de debates que promete se formar em torno do lançamento da publicação “Representações do Conjunto da Praça da Estação no acervo do Arquivo Público de Belo Horizonte”, que será realizado nesta quarta (6), às 14h, no Auditório do Museu de Ciências Naturais da PUC Minas (Av. Dom José Gaspar, 290 – Coração Eucarístico – BHTE/MG). 

O lançamento integra a série “O Arquivo e a Cidade”, que reúne um valioso conjunto de documentos sobre os aspectos históricos, arquitetônicos e culturais do Patrimônio. Participam da mesa redonda: a presidente do IEPHA, Michele Arroyo, o professor do departamento de História da PUC/MG, Caio Boschi, o professor da Escola de Arquitetura da UFMG, Flavio Carsalade, e o engenheiro e analista técnico da CBTU, Ubirajara Baía. A mediação da mesa será da Diretoria de Patrimônio Cultural e Arquivo Público, Françoise Jean de Oliveira Souza.

Além de sua relevância na história da cidade, o Conjunto da praça abriga também a Estação Central, que atende em média cerca de 22 mil passageiros/dia. O analista técnico da CBTU-BH, Ubirajara Baía, é o convidado da mesa que discorrerá sobre a estrutura da Praça como equipamento de transporte. Em sua participação, Ubirajara Baía apresentará sua visão, como engenheiro de transporte e as melhorias que poderiam vir a facilitar a circulação das pessoas, melhorar o espaço territorial do entorno e garantir ainda mais relevância à Estação Central e ao que se espera dela para o futuro”. 

Marco na construção da cidade, na época em que as vias ferroviárias ditavam o crescimento devido à chegada de materiais para a construção da nova capital, a Estação Central continua a cumprir um papel estratégico atualmente, afirma Baía. “Ela tem uma posição bastante interessante, sua localização está próxima de pontos importantes da cidade, o que beneficia o usuário”.  

A entrada do evento é gratuita e não é necessária inscrição prévia. Serão emitidos certificados para os presentes. Participe desse debate e ajude a construir as representações que fazem da Praça da Estação um ícone para todos os mineiros!