trem-anima

 

8 22Com índice de pontualidade de 98,92% e índice de regularidade de 99,85%, o metrô da Região Metropolitana de Belo Horizonte percorre mais de 170 mil quilômetros em um só mês.  

Os vagões tem uma lotação média de 435 usuários por viagem e, em outubro, a taxa de ocupação do metrô foi de 1,08 pessoas por m2, que representa o número médio de passageiros por m2 no horário de pico. “A taxa de ocupação do metrô de Belo Horizonte está baixa, já que os vagões comportam 6 pessoas por m2, mantendo ainda um interessante índice de confortabilidade. Há metrôs dentro e fora do país que trabalham com uma taxa de ocupação de 7 pessoas por m2, mas sempre vamos preservar a comodidade dos nossos passageiros”, explica o superintendente da CBTU-BH, Marcelo Siqueira. 

A operação: a Superintendência de Trens Urbanos de Belo Horizonte da CBTU-BH conta hoje com 19 estações, 6 terminais integrados, 35 trens e 28,1 km de extensão, abrangendo dois municípios, Belo Horizonte e Contagem. Atualmente, as bilheterias do metrô funcionam de 5h40 às 23h, todos os dias, e as estações estão abertas das 5h15 às 23h, para quem já possui o cartão ou bilhete do metrô. “A Companhia realiza mais de 4700 viagens, mensalmente, incluindo mil viagens com trens acoplados”, afirma o gerente regional de operação da CBTU-BH, Frank Coelho. 

O tempo médio de viagem de Eldorado à Vilarinho é de 47 minutos e mais de 2 milhões de pessoas utilizaram o sistema em novembro. Essa demanda ainda representa uma queda de cerca de 40% no quantitativo de usuários que a Empresa recebia na semana anterior ao estado de calamidade pública pela pandemia de Coronavírus. “Todos os indicadores do metrô de Belo Horizonte são analisados diariamente e, sempre que há mudanças no número de usuários do sistema, a operação adequa tanto a oferta de trens, quanto o intervalo entre eles”, afirma o coordenador de programação e procedimentos operacionais, Alexandre Mendes.

O que é metrô? Metrôs são sistemas que permitem transportar um grande número de usuários em áreas urbanas. Ao contrário de outros transportes públicos, os metrôs funcionam de forma elétrica, não emitindo gases poluentes no meio ambiente. Outra característica é que os trens metropolitanos correm por uma via exclusiva, que não é acessada por pedestres ou outros veículos. A via permanente pode ser terrestre, subterrânea ou mesmo elevada.