trem-anima

 

               Uma viagem agradável, confortável, rápida e barata. Com esses atrativos, o trem de João Pessoa integra a rota do turismo na Região Metropolitana da Capital como uma das opções para o visitante explorar a área do Centro Histórico e as belas praias do litoral Norte. A expectativa da Companhia é que até o fim do verão, é que o número de passageiros continue crescendo, haja vista a cidade de João Pessoa ter sido reconhecida como o melhor destino em 2019.

No Centro Histórico, o passeio ao passado pode ser feito acompanhado por um guia, ou mesmo sozinho, já que a Capital oferece a sinalização de toda a rota para pedestres. Ao todo são 162 placas que trazem orientações básicas de percurso dos principais atrativos turísticos, além de informações sobre os monumentos situados na área. Os roteiros: ‘Cidade Alta’ e ‘Cidade Baixa’ revelam belezas como o Hotel Globo, onde é possível contemplar o Rio Sanhauá, local nasceu a cidade em 1585, a Estação Ferroviária, Igreja de São Francisco, Parque Solon de Lucena, Praça João Pessoa e o Pavilhão do Chá.

Aliando economia e comodidade, os turistas seguem a procura de muito sol e mar e curtir as férias no Estado onde o sol nasce primeiro. Hoje pela manhã, muitos passageiros embarcaram nos trens que os levaram para a cidade de Cabedelo, onde se situa a estação terminal do sistema de trens urbanos de João Pessoa, a 18km da capital. O trem transporta muita gente com destino às famosas praias de Intermares, Jacaré, Poço, Camboinha e Formosa, em Cabedelo; Costinha, Fagundes, praia de Campina e Pontinha, em Lucena e Forte Velho, em Santa Rita.                  

                “Por onde eu ando, sempre privilegio o trem como o principal meio de transporte porque a gente conhece melhor a cidade, com um custo mais baixo. Muito bom saber que em João Pessoa existe VLT, que é rápido, barato e confortável”, afirma o professor Joélito de Sena, de São Bernardo do Campo (SP).

Plataforma edit