trem-anima

 

 

Os corregedores das unidades da CBTU e da Administração Central compareceram ao Encontro Regional de Corregedorias Norte e Nordeste. O evento é promovido anualmente pela Corregedoria-Geral da União (CGU) e, neste ano, foi sediado em Maceió. Em dois dias de evento, iniciado na terça-feira, 23, teve como objetivo promover debates e agregar novos conhecimentos na forma de atuação dos corregedores das empresas públicas do Brasil.

Dentre os corregedores da CBTU, estavam Ariana Buarque, corregedora da Superintendência de Maceió (STU - MAC) William Braga, corregedor da STU de Natal, Amanda Moraes, corregedora da STU João Pessoa, Augusto Sada, corregedor da Administração Central, juntamente com sua assessora Ediane Borges e, por fim, Davi Queiroga, corregedor em exercício da STU Recife.

corregedores da CBTU reunidos com o Corregedor Geral da União, Ricardo Wagner Araújo

O primeiro dia teve foco em palestras, ministradas por nomes notáveis do Direito e da Administração Pública, como Bruno Wahl Goedert, Auditor Federal de Finanças e Controle, e a presença do Corregedor Geral da União, Ricardo Wagner de Araújo. Já o segundo dia contou com oficinas, palestras participativas que abordaram temas recorrentes no dia a dia das corregedorias públicas, formando debates de como proceder e qual conduta tomar para melhor avaliação dos casos.

Papel do corregedor 

Cabe ao corregedor a apuração e responsabilização dos funcionários públicos que apresentaram denúncias de indisciplina e infração de conduta, de acordo com a legislação brasileira, e as normas específicas da empresa, garantindo um ambiente de trabalho íntegro e respeitoso entre os servidores. 

Para Augusto Sada, é importante destacar que a área correcional tem extensa atuação, “além da estruturação disciplinar e investigativa, despertamos a cultura da prevenção na empresa”. “Ainda, é importante deixar consignado que a CBTU possui vários canais de comunicação para que os seus empregados e demais colaboradores cheguem à Corregedoria. Todos podem nos contatar diretamente pelos e-mails institucionais, Comissão de Ética e Ouvidoria, inclusive de forma anônima”, completa.

A denúncia é o primeiro passo para a atuação dos Corregedores. Ariana Buarque explica que existem 4 canais de denúncia disponíveis, “para os funcionários, a denúncia pode ser feita presencialmente na Corregedoria ou por email: corregedoriastumac@cbtu.gov.br”. “Caso o empregado não se sinta confortável em comunicar diretamente à Corregedoria, é possível denunciar ao superior do seu setor ou à Comissão de Ética, em que será redirecionado à Corregedoria”, completa.

corregedora da STU Maceió, Ariana Buarque, com o Corregedor Geral da União, Ricardo Wagner Araújo

É possível, também, que usuários colaborem com a identificação de funcionários infratores por meio da denúncia. “Para os passageiros, existe a ouvidoria da CBTU Maceió, podendo ser feita por escrito pelo email: ouvidoria-mac@cbtu.gov.br ou por meio de ligação pelo número: (82) 2123-1700”.

Maceió, 25 de Abril de 2024.

 

Lívia Protásio

Estagiária de Jornalismo

 

Ana Cristina Sampaio

Supervisão

MTB 22.870 (SP)

 

COMAK | CBTU Maceió