Imprimir

O superintendente de Trens Urbanos de Maceió, Carlos Jorge, recebeu em seu gabinete, nesta sexta-feira, 21, os secretários municipais de Rio Largo, Thyago Melo, do Planejamento, e Douglas Costa, de Esporte e Turismo. O encontro teve como pauta o projeto do Trem Turístico, iniciativa da CBTU – Companhia Brasileira de Trens Urbanos, de Maceió, que colocará em circulação a Maria Fumaça.

 

210521a

Representantes da Prefeitura de Rio Largo discutem os benefícios que o Projeto Turístico trará ao município

 

Os secretários municipais queriam conhecer detalhes do projeto e solicitar que o município de Rio Largo seja contemplado no trajeto e na programação. Segundo Douglas Costa, Rio Largo pretende construir um Centro Cultural o qual pode fazer parte da programação do Trem Turístico. Já a chefe de gabinete do Turismo, Cibele Lima, informou que há a possibilidade também da viabilização do Museu do Trem, que pode contar a história  da indústria têxtil no desenvolvimento do município. Rio Largo teve vilas operárias da Companhia Alagoana de Fiação e Tecidos (CAFT) que atendiam às fábricas de Cachoeira e Progresso, responsáveis em originar a primeira cidade industrial de Alagoas. O complexo fabril de Rio Largo entre 1880 até 1980 e a vila operária se valeram das ferrovias tendo os trens uma grande importância para a memória da cidade.

 

210521b

Projeto Turístico com Maria Fumaça prevê um passeio pela história de Alagoas

 

Carlos Jorge ressaltou a importância da participação dos municípios de Rio Largo e Satuba na programação do passeio com a Maria Fumaça, entretanto destacou que todos os projetos de percurso e programação serão analisados pela equipe técnica da CBTU, que está cuidando da reforma e manutenção da Maria Fumaça. “A locomotiva a vapor tem 92 anos e necessita de muitos cuidados e reparos específicos para voltar a circular. Todo o percurso precisa ser analisado para verificar se a Maria Fumaça apresenta condições de segurança para operar”, disse.

 

 

Maria Fumaça

 

A locomotiva a vapor, adquirida pela CBTU em 2008 dos proprietários da Usina Utinga, é de origem alemã, e vai se transformar num trem turístico com capacidade inicial para 52 pessoas. Será uma jardineira, com bancos de ferro originais, movida a madeira que levará moradores e turistas para conhecer belezas naturais, arquitetônicas e outros atrativos entre o bairro de Bebedouro, em Maceió, de onde deve sair os passeios, até a sede do Instituto de Preservação da Mata Atlântica, em Rio Largo, passando por Fernão Velho e pelo município de Satuba.

 

O projeto da Maria Fumaça está na fase de apresentação a instituições da área pública e privada para viabilizar parcerias que permitam a operação. Deve começar a circular no final deste ano.

 

 

 

Maceió, 21 de maio de 2021.

Ana Cristina de M. Sampaio

Assessoria de Comunicação

 

COMAK - CBTU