trem-anima

 

230919a

Destacar os benefícios do Metrô na qualidade de vida nas cidades. Esse foi o objetivo do evento “Menos Carros, Mais Vidas”, realizado sexta e sábado, 20 e 21, na Estação Recife. A ação, que foi promovida em homenagem ao Dia Mundial Sem Carro, comemorado dia 22 de setembro, foi organizada por várias instituições que defendem que a mobilidade seja acessível, inclusiva e sustentável. A programação incluiu ações de conscientização, intervenções artísticas, rodas de diálogo e uma oficina de segurança para ciclistas.

“Em setembro, a gente comemora o mês da mobilidade, e, dentro do mês da mobilidade, comemoramos o Dia Mundial Sem Carro, no dia 22. Só que não poderíamos falar disso sem falar do Metrô. Mais Metrô na cidade, significa mais qualidade de vida, porque traz menos poluição, menos acidentes, menos mortes do trânsito”, afirma Levi Arruda, metroviário e ativista nas causas da mobilidade urbana. Além de metrô, a mobilidade através de outros modais como ônibus, bicicleta, caminhadas a pé, transporte fluvial, entre outros, também foi pauta das rodas de diálogo.

Também participaram do evento, o publicitário Mitchell Platinni, que é ativista na pauta da acessibilidade; a jornalista Rosália Vasconcelos, que cobre pautas de mobilidade; a arquiteta Bárbara Barbosa, da Pernambuco Bike Anjo; André Cardoso, da ONG Amigos do Trem; Nathalia Machado e Pedro Rosa, do Coletivo Bora; Jeniffer Miranda, que atua na gestão de projetos sociais; o artista plástico Carbonel e os músicos William Speedy e Carlos Batata.