trem-anima

 

Geladeira com livros na estação Maceió  Geladeira com livros

Com o objetivo de incentivar a leitura por parte dos usuários dos trens e de todos que fazem parte da ferrovia, a CBTU Maceió implantou hoje o projeto “Geladeira Literária”. O projeto, que já é sucesso em vários lugares no Brasil, faz uso de uma geladeira como depósito de livros que ficam disponíveis para o leitor retirar de forma gratuita, semelhante a uma biblioteca ambulante.

Inicialmente, a “Geladeira Literária” ficará na estação Maceió à disposição da população. Porém, a ideia é que o eletrodoméstico seja implantado também em outras estações do trecho operado pela companhia no estado.

Para retirar os livros não é preciso cadastro ou algo semelhante, basta ir até a geladeira, escolher o livro que mais interessa e retirar para ler sem custo algum. O usuário dos trens não precisa ficar na estação para ler o livro, ele pode levar para casa sem a necessidade de informar a ninguém. A única regra é: após a leitura, o livro deve ser devolvido à geladeira para que outras pessoas possam lê-lo também.

“Achei o projeto da geladeira literária muito interessante, pois enquanto aguardo o trem, posso ler um livro e me distrair um pouco”, comentou Vitória, usuária dos trens.

Usuária lendo um livro  Usuários lendo livro na estação

O projeto, que foi desenvolvido pelos próprios funcionários da CBTU Maceió, visa fazer com que cada vez mais pessoas se aproximem desse universo literário. “Nossa ideia foi amenizar o tempo de espera do trem, que em alguns casos gira em torno de 30 minutos, e ao mesmo tempo estimular a leitura, tornando esse universo acessível a todos os nossos usuários”, afirmou a gerente Ariana Buarque, idealizadora do projeto.

Idealizadora do projeto junto da geladeira      Livros na geladeira

 

COMAK/Maceió