trem-anima

 

2017A Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e a Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô (AEAMESP) divulgaram na última semana a lista com os 15 artigos técnicos finalistas ao 6º Prêmio Tecnologia & Desenvolvimento Metroferroviários ANPTrilhos-CBTU e tem empregado da Superintendência de Belo Horizonte na disputa.

Os trabalhos foram divididos em três categorias: Política Pública, Sustentabilidade e Inovação Tecnológica e entre os artigos indicados na primeira categoria está o do assistente de manutenção de sistemas e equipamentos da CBTU-BH Ygor Gabriel Martins Silva, que assina a publicação sobre a “Proposta de implantação de via-férrea na faixa de domínio FCA para o transporte de passageiros entre BH e Sete Lagoas”, produzido em co-autoria com Marcela Bruna Franca, Geraldo Magela Ramos e Barbara Camuraty Reis.

Expectativa: Contando os dias para a final do prêmio, Ygor Gabriel fala sobre a expectativa da vitória e afirma que já está se preparando para novos desafios. “Estou correndo para terminar minha apresentação e ensaiar tudo para fazer bonito no dia, meus professores que orientaram na produção do artigo estão bastante empolgados e estou com muita expectativa para ganhar o prêmio e para participar de outros desafios acadêmicos”. 

O empregado relata ainda como surgiu a ideia de produzir o artigo. “Eu fazia faculdade de engenharia civil aqui em Belo Horizonte, mas morava em Pedro Leopoldo o transporte era muito complicado e foi assim que tive a ideia de um meio de transporte mais eficiente para atender toda a população”.

Para o assistente de manutenção, mesmo se não vencer o prêmio já terá valido o esforço de estar entre os primeiros e de ter chegado tão longe com a divulgação do artigo. “A visibilidade que o trabalho vem alcançando é espantosa e isso prova que o tema é relevante para a sociedade”. 

A cerimônia de premiação acontece no dia 3 de setembro, durante a abertura da 25ª Semana de Tecnologia Metroferroviária da AEAMESP, em São Paulo. O Prêmio tem como objetivo incentivar a produção técnica do setor. Os vencedores de cada categoria receberão premiação no valor de R$ 5 mil reais, além de certificado e troféu.