trem-anima

 

A Integração Temporal trouxe consigo a necessidade de instalação de catracas torniquetes entre as estações do Metrô do Recife e os Terminais Integrados de ônibus. Elas sevem para evitar a evasão de renda e devem ser instaladas nas estações Joana Bezerra, Santa Luzia, Barro, Curado, Camaragibe, Cosme e Damião, Jaboatão, Cajueiro Seco e Tancredo Neves. 

Junto às catracas torniquetes há a necessidade de serem instalados, além dos validadores para os cartões VEM e cartões múltiplos, um sistema para recebimento dos cartões unitários do Metrô. Esses totens foram desenvolvidos dentro da própria CBTU Recife, e estão sendo fabricados com o reaproveitamento de material que a companhia já possui, com uma economia de 98% do valor de compra no mercado. A confecção dos totens envolve as áreas COIMP, COPRO e COOFI. 

“Para esse novo sistema foram adquiridos validadores de cartão VEM, mas ainda precisaríamos comprar totens para o recebimento dos cartões com passagens unitárias do Metrô do Recife, ao valor de 8 mil reais cada”, explica coordenador operacional de implantação, Diogo Morais. “Foi então que surgiu a ideia de utilizar bloqueios antigos, que estavam estocados em diversas estações, que com algumas modificações serviriam à nossa necessidade”, completa.

Diogo Morais procurou então, o arquiteto da CBTU Recife, Eduardo Almeida, para que ele elaborasse o desenho que transformaria os antigos bloqueios em novos totens de cartões unitários. 

“A ideia me animou pelo seu caráter de sustentabilidade e reciclagem de material. A partir de uma análise detalhada das carcaças disponíveis, e com o esclarecimento das necessidades operacionais para o equipamento, desenvolvi a ideia em forma de estudo, com o maior aproveitamento possível da estrutura e acessórios existentes, como a portinhola para acesso ao interior do bloqueio”, explica o ANT arquiteto da CBTU Recife, Eduardo Almeida.

Segundo Jefferson Lima, supervisor de manutenção da COOFI, serão gastos apenas 170 reais para a confecção de cada totem. “Dentro desse valor estão insumos como: discos de corte e desbaste, esmerilhadeira, fechaduras, eletrodos”, completa. Os empregados envolvidos na confecção dos totens são: Adinilson Ferreira, ASM caldeiraria; Manoel Antônio da Silva, ASM caldeiraria; Roberto Eugênio, engenheiro mecânico; Eduardo Pergentino, supervisor de manutenção; José Cláudio, supervisor Técnico da Coordenação Operacional de Oficinas – COOFI.

“Esse projeto foi executado pelo pessoal da Caldeiraria, em Cavaleiro, de uma forma muito bem feita, com muita excelência. Manoel Antônio é uma pessoa muita habilidosa e muito experiente em Caldeiraria e a execução do totem foi feita num padrão industrial igual aos totens e bloqueios comprados fora da empresa”, parabeniza o gerente operacional de material rodante, Rafael Teixeira.

270921a

270921b