trem-anima

 

2621As estações da CBTU de Belo Horizonte se tornam cenários de arte e cultura, em comemoração a Virada Cultural 2021, evento realizado no último final de semana. A estação Lagoinha e Central recebem, neste mês de outubro, murais “lambe-lambe” com temas que homenageiam a música brasileira e enfatizam a educação. 

O mural “A maior das maravilhas”, criação da artista visual Jojô Hissa e da multiartista Jhê, propõe um diálogo com a canção “Saudades dos Aviões da Panair”, escrita pelo cantor Milton Nascimento e pelo compositor Fernando Brant. A obra explora novas possibilidades, como a de ouvir a música com os olhos. De acordo com as artistas, Jojô Hissa e Jhê, cada trecho da canção está representado na colagem. “Nosso objetivo é levar para o público uma espécie de videoclipe da obra no formato estático”, afirma Jojô Hissa.

A intervenção urbana “Lambe por dia”, do artista Leonardo Beltrão, exposta no corredor interno da estação Central, apresenta trechos com letras da música “Revolução Gentil”, dos compositores José Luiz Braga e Luis Gabriel Lopes. A canção é um manifesto cantado, apresentado no Festival Verbo Gentileza 2021. A obra tem o intuito de levar o público a refletir sobre o cenário retratado. 

Informações: O mural “Um lambe por dia” ficará exposto no espaço “trem com arte” da estação Central até sexta-feira (22), já a exposição da obra “A maior das maravilhas” continuará na estação Lagoinha, ao lado da rampa de acesso à estação. Venha conhecer!