trem-anima

 

A CBTU - Companhia Brasileira de Trens Urbanos tem buscado junto à mineradora Braskem, responsável pela interrupção do trecho ferroviário no Mutange, algumas melhorias para que os usuários sofram menos com a baldeação de ônibus, que substituiu o trem na região afetada pela mineradora, obrigando a interrupção da passagem do VLT e aumentando em 50 minutos o percurso de quem vai do Centro e do Mercado para Fernão Velho, Rio Largo e Satuba.  

 

Com a baldeação, os usuários são obrigados a descer do trem em Bebedouro e usar um ônibus coletivo cedido pela Braskem para realizar um percurso até chegar do outro lado do bairro que segue pela Santa Amélia em direção a Fernão Velho.



Melhorias em execução  

 

As solicitações da CBTU se referem às melhorias como: construção de uma passagem de nível que diminua o tempo e as condições de descida do VLT e acesso ao ônibus na baldeação; construção de banheiros dentro da estação de Bebedouro e cobertura no trecho que compreende essa passagem de um veículo para o outro evitando que usuários tomem chuva ou sofram com o sol. 

 

231221a

Representantes da Associação de Moradores do Flexal e da Braskem em reunião com membros da CBTU 

 

Em reunião esta semana com representantes da Braskem e da Associação de Moradores do Flexal, ficou esclarecido que as obras em andamento na região da estação de Bebedouro se tratam dessas reivindicações que a CBTU fez e a Braskem está atendendo.



Maceió, 23 de dezembro de 2021.

 

Ana Cristina de Moraes Sampaio

Assessoria de Comunicação

 

COMAK - CBTU