trem-anima

 

83 22 printA CBTU-BH informa que o uso de máscara permanece obrigatório dentro das estações e metrô. O decreto nº 17.943, assinado no dia 26/4 pelo prefeito Fuad Noman, libera o uso facultativo de máscaras em locais fechados, exceto no transporte coletivo e nas respectivas estações de embarque e desembarque, além de estabelecimentos e serviços de saúde e transporte escolar conforme informa o artigo 1º do documento oficial.

Desde o dia 28/4, o uso de máscaras faciais que cobrem nariz e boca passou a ser facultativo em Belo Horizonte, tanto em ambientes internos como em externos. Nos locais ao ar livre, a liberação já havia sido feita há 60 dias, conforme o decreto nº 17.894.

A queda do número de casos positivos para a doença na capital entre os meses de fevereiro e abril de 2022 foram favoráveis à medida. Entretanto, especialistas ainda recomendam o uso da máscara, já que elas funcionam como uma potente barreira protetora ao coronavírus e vírus da influenza, por evitar o contato de gotículas contaminadas de saliva, liberadas através do espirro, tosse e até mesmo conversas, entre em contato com pessoas não positivadas para a doença.

A CBTU-BH reforça a obrigatoriedade do uso da máscara como medida protetiva dentro dos trens e estações, a fim de assegurar a proteção e saúde dos seus usuários e colaboradores.