trem-anima

 

120419a

A partir do dia 22 de abril, a Estação Recife irá funcionar com o esquema de integração temporal. Com a mudança, os 45 mil usuários que diariamente fazem a integração metrô/ônibus e ônibus/metrô na Estação Recife farão o segundo embarque exclusivamente com o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) Comum, Trabalhador, Estudante ou Livre Acesso sem que seja debitada uma nova tarifa dentro do período de duas horas. Em ação conjunta com o Consórcio Grande Recife, a Integração Temporal já é realizada na Estação Cavaleiro, desde julho de 2017; e na Estação Largo da Paz, desde junho de 2018.

Neste sábado, 13, já tem início o processo de mudança na operação. A iniciativa envolve as linhas do SEI, na Região Metropolitana do Recife, e terá ação educativa até o domingo (21), quando o usuário ainda poderá embarcar nos ônibus do TI Recife pagando a passagem em dinheiro.

Com a mudança na operação, o passageiro que desembarcar de qualquer uma das cinco linhas de ônibus no terminal integrado terá de sair por uma portaria recém instalada na lateral do terminal e entrar novamente na Estação Recife, onde deverá passar novamente o cartão VEM nos validadores instalados nas catracas da estação para ter acesso às plataformas, sem que seja debitada uma nova tarifa.

De igual maneira, o passageiro que desembarcar na Estação Recife deverá passar o cartão VEM num dos validadores instalados nas catracas de acesso ao TI e embarcar no ônibus, sem o pagamento de uma nova tarifa.

As cinco linhas que operam no TI Recife farão integração temporal com linhas, terminais, estações de metrô e Estações de BRT que fazem parte do Sistema Estrutural Integrado (SEI).

A integração temporal permite que o usuário utilize os dois modais (ônibus x metrô) pagando apenas uma passagem, no intervalo de duas horas. É importante lembrar que a integração temporal só é possível com o cartão do Vale Eletrônico Metropolitano. Por isso, os usuários devem adquirir o cartão VEM Comum que será comercializado no TI Recife ou dentro dos ônibus com os cobradores, no valor de R$ 10 (sem a cobrança da taxa de aquisição do cartão).

A mudança vai ser comunicada aos usuários por meio de cartazes espalhados nas estações de metrô da Região Metropolitana, nas linhas que compõem a matriz de integração e no Terminal Integrado Recife. Além disso, durante a primeira semana, orientadores do Grande Recife estarão no TI tirando dúvidas dos passageiros.