trem-anima

 

160419a

Nesta terça, 16 de abril, é comemorado o Dia Mundial da Voz. Em homenagem à data, Fonoaudiólogos e otorrinolaringologistas estão juntos oferecendo serviços gratuitos à população na Estação Recife do Metrô e na Praça do Derby. O Plantão da Voz – serviço de avaliação vocal, orientações e encaminhamentos para realizações de vídeoslaringoscopias – ocorre das 07h às 14h.

O objetivo do Plantão da Voz é disseminar a importância dos cuidados com a voz em todas as fases da vida, do recém-nascido ao idoso, trabalhando fortemente na orientação e prevenção de doenças vocais e nos cuidados específicos em cada fase da vida. Por isso, quem sente rouquidão por mais de 15 dias, cansaço e/ou esforço para falar, pigarro constante, voz sumindo ou falhando e perda súbita da voz pode se dirigir ao Plantão para receber as orientações necessárias.

Como nos últimos anos, apenas os casos mais graves serão encaminhados para realização gratuita de videolaringoscopia no IMIP, Hospital do Câncer, Hospital das Clínicas e Hospital Agamenon Magalhães. Em parceria com a Ceasa, Compesa, Água Mineral Santa Joana, CBTU, Prefeitura da Cidade do Recife, a Liga de Voz fornecerá ao público presente, além de materiais gráficos com orientações sobre cuidados com a voz, água mineral e maçã.

CAMPANHA 2019

O tema da campanha deste ano é “Seja Amigo da Sua Voz” e tem como padrinho o ator Lázaro Ramos. As ações celebram o Dia Mundial da Voz (16 de abril).

A voz é um dos mais importantes fenômenos da comunicação humana. Por meio dela manifestamos nossos pensamentos, intenções e emoções. O uso da voz é fundamental na profissão, na escola e nas interações sociais.

A campanha incentiva homens e mulheres, crianças, adultos e idosos, a observarem a saúde vocal e a manterem hábitos saudáveis de voz. Ainda assim, é comum que as pessoas cometam abusos vocais, fumando, gritando, bebendo, ou mesmo, usando a voz profissionalmente sem qualquer cuidado ou técnica.

A Campanha da Voz é promovida pela Liga Pernambucana de Atenção à Saúde Vocal, formada por fonoaudiólogos dos departamentos de Fonoaudiologia da UFPE, Unicap e São Miguel do Hospital das Clínicas, Hospital dos Servidores do Estado e do Hospital do Câncer de Pernambuco; e conta com o apoio do Conselho de Fonoaudiologia e da Sociedade Pernambucana de Otorrinolaringologia, Ceasa, Santa Joana, Prefeitura do Recife e Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes.