trem-anima

 

 
O superintendente da CBTU João Pessoa, Paulo Barreto, visitou as obras da nova Estação Várzea Nova, que deverá ser entregue no final de setembro. A construção da estação faz parte da modernização do sistema ferroviário de trens urbanos, a estrutura da nova estação é feita por fechamentos em alvenaria e elementos de proteção solar. E também incorpora características avançadas, como um sistema de portas automáticas, semelhante ao que já existe na estação Jardim Camboinha. 
 
Conforme, Paulo Barreto, o acesso dos usuários será facilitado através de catracas eletrônicas. ‘A estação Várzea Nova foi projetada com modernidade e versatilidade, buscando proporcionar uma experiência acessível às pessoas com deficiência. Um sistema de iluminação totalmente baseado em LED foi implementado, garantindo não apenas eficiência energética, mas também contribuindo para a segurança e o conforto dos passageiros’, afirmou Barreto. 
 
De acordo com o engenheiro civil da CBTU João Pessoa, Pedro Felipe, a cobertura da estação foi construída com telhas termoacústicas, o que resultará em um ambiente mais agradável, minimizando os impactos de ruídos externos e variações de temperatura. Esse conjunto de características evidencia o compromisso em oferecer um espaço seguro e amigável para os usuários do sistema de trens, tornando a estação Várzea Nova uma adição valiosa à infraestrutura de transporte local. (Dayane Ribeiro).