trem-anima

 

Um dos problemas enfrentados pelos maquinistas da CBTU - Companhia Brasileira de Trens Urbanos, no dia a dia da operação, são os animais soltos na via, o lixo jogado irregularmente nas proximidades da ferrovia e os matos que crescem e invadem os trilhos. Por isso, a CBTU mantém uma equipe constante na limpeza do entorno por onde passam os trens.

 200821d

O lixo jogado nas ferrovias é um problema recorrente

 

Nesta sexta-feira, 20, os funcionários intensificaram as ações na região de Fernão Velho, enquanto outros grupos trabalhavam na limpeza das proximidades da Estação de Utinga e do ABC. O superintendente de Trens Urbanos, Carlos Jorge, esteve nos locais acompanhando toda a operação. É que no período de chuvas, no qual estamos passando, as preocupações com a segurança aumentam, pois há sempre riscos de queda de galhos nos trilhos ou de barreiras.

 200821f

Os animais soltos podem causar sérios acidentes 

 

Nos 35 quilômetros de ferrovia onde a CBTU Maceió opera, as ações de limpeza são executadas pela equipe da Companhia de Trens. Já a retirada de lixo descartado irregularmente é de responsabilidade das prefeituras. Quanto aos animais soltos na via, um sério problema recorrente, a responsabilidade é dos proprietários e do poder público que deve orientar e criar mecanismos eficientes para coibir esse problema.

 

200821e

A CBTU trabalha constantemente na limpeza das vias, mas a sociedade tem papel fundamental 

 

"Temos mantido sempre contato com as prefeituras buscando parcerias e alertando para os riscos da operação de trens e vlts. Nós transportamos vidas, razão pela qual precisamos unir esforços para que tenhamos cada vez menos riscos na segurança do transporte ferroviário", explicou o superintendente.  



Maceió, 20 de agosto de 2021.

 

Ana Cristina de Moraes Sampaio

Assessoria de Comunicação 

 

COMAK - CBTU/STU-MAC