trem-anima

 

250422a

Na última quarta-feira, 20, no auditório do Edifício Operacional Administrativo da CBTU Recife, a Coordenação Operacional de Planejamento de Transporte – COPET, em conjunto com Gerência Regional I de Planejamento – GIPLA, apresentaram o resultado da Pesquisa de Origem e Destino 2022. 

A mesa foi apresentada pelo coordenador operacional e planejamento de transporte, Anselmo Monteiro, e composta pelo superintendente da CBTU Recife, Carlos Ferreira, pela gerente regional de planejamento, Maria Helena Tavares e pela atual coordenadora de desenvolvimento de recursos humanos, Tarciana Buonora (antiga coordenadora da COPET).

250422b

“Nós nos dedicamos muito para viabilizar essa pesquisa. A última Pesquisa de Origem e Destino era de 2010. Sabemos que esta irá subsidiar a Companhia para planejamentos futuros, eventual expansão bem como na utilização de recursos e economia dos mesmos”, explica o superintendente, Carlos Ferreira.

A apresentação ficou por conta de Stephanie Lundgren, gerente de projeto da Promáxima, empresa terceirizada responsável pela realização da pesquisa. Segundo Stephanie, no dia em questão foram distribuídas 183.279 senhas aos usuários. Cada pessoa recebeu uma senha na sua estação de origem com a instrução de depositá-la em uma das 110 unas instaladas nas diversas estações, em seu ponto final do trajeto. 

A pesquisa teve seu ponto inicial ainda em setembro de 2021, quando equipes formadas por empregados da CBTU Recife da GIOPE, GOEST, GIPLA e COPET, estiveram em todas as estações das Linhas Centro, Sul e Diesel, numa força-tarefa para determinar número de usuários passantes. As equipes se revezarem para cobrir todo o horário comercial, das 5h às 23h.

“O Planejamento agradece às demais Regionais, principalmente à Operação. Graças à Operação, foi possível realizar a contagem do número de usuários, por duas vezes, um dado importantíssimo para o início da pesquisa e que não teríamos como extrair dos nossos sistemas”, parabeniza Tarciana Buonora.

Estiveram envolvidos na pesquisa, 324 pesquisadores terceirizados, que foram treinados e se dividiram em dois turnos, além de 72 supervisores e 4 coordenadores de linha. “Das senhas distribuídas, 73.389 mil foram depositadas nas urnas dos destinos finais, o que representa 40% de aproveitamento do número de senhas distribuídas”, explica Stephanie Lundgren.

A pesquisa rendeu 400 planilhas e 17 indicadores. O resultado final da Pesquisa de Origem e Destino está disponível e qualquer empregado que deseje deve entrar em contato com Graça Mousinho da COPET (ramal 8552).