trem-anima

 

 

Com intuito de trazer melhorias às estruturas das estações, dos trens e VLTs, a Coordenadoria de Manutenção (COMAN) da CBTU Maceió  organizou um treinamento de princípios de corrosão e formas de tratamento. A capacitação se destina aos engenheiros, técnicos e assistentes de manutenção, com duração de 3 dias, e se encerra nesta quarta-feira, (03). O evento foi ministrado pela Associação Brasileira de Corrosão (ABRACO), por meio do  engenheiro metalúrgico e membro da Associação, Laerce de Paula Nunes.  

 

engenheiros, técnicos e assistentes recebendo o treinamento

Esta é a primeira edição do treinamento e foi organizada pelo engenheiro mecânico da COMAN, Wagner Peixoto, que percebeu a necessidade da preparação da equipe da CBTU para prevenir e tratar as corrosões que acontecem com frequência nas estruturas. Para Wagner, este treino é muito importante, pois a Estação Central fica localizada muito próximo ao mar, deixando as estruturas metálicas expostas à maresia e, consequentemente, a corrosão natural.  “Com esses ensinamentos, os funcionários ficam cientes das formas de prevenção. Sendo possível que, no futuro, a empresa economize custos com peças e estruturas que se perdem devido à oxidação, por exemplo”, disse o engenheiro.

 

Wagner Peixoto, engenheiro mecânico da COMAN

Mesmo que processos corrosivos sejam naturais, principalmente em estruturas de metal, o tratamento para isso permite que haja mais fluidez na operação dos trens, trazendo melhorias no seu funcionamento. Para Laerce de Paula Nunes, “usar as práticas de proteção que sejam mais adequadas e convenientes para a CBTU possibilita um melhor desempenho na operação e preservação das suas estações”, finalizou.

 

Laerce de Paula Nunes, engenheiro metalúrgico, ministrando o treinamento

Maceió, 03 de abril de 2024.

 

Lívia Protásio 

Estagiária de Jornalismo 

 

Ana Cristina de M Sampaio

Supervisão

MTB 22.870 (SP)

COMAK | CBTU Maceió

 
BettingRating.in is Best Online Casinos list at India! Asian luck-themed fortune tiger game.