trem-anima

 

 


Durante os últimos 15 dias, dois VLTs foram apedrejados no distrito de Goiabeira. Na tarde de quarta-feira (4), dois adolescentes foram detidos pelos agentes de segurança da CBTU jogando pedras nos trens. Os infratores foram encaminhados para a Central de Flagrantes, onde foi realizado o Boletim de Ocorrência (BO) e, em seguida, liberados.

 

As pedras não causaram danos físicos aos passageiros, mas danificou janelas e as laterais dos VLTs. Esses atos de vandalismo podem prejudicar a população usuária dos trens, cerca de 12 mil passageiros por dia, já que pode acarretar em suspensão e cancelamento das operações diárias para trocas de janelas e reformas na sua estrutura.

 

Uma das maiores preocupações da direção da CBTU em Maceió, é que esses apedrejamentos possam ocasionar acidentes graves e até vítimas fatais, além dos prejuízos causados ao patrimônio público.

 

Ao tempo em que a empresa pede uma maior ação preventiva da polícia na região, solicita também a ajuda de toda a comunidade local para que esse tipo de vandalismo seja denunciado às autoridades, objetivando preservar o patrimônio da empresa e possibilitar que os VLTs possam circular com segurança, pontualidade e conforto para todos os usuários.

 

A CBTU informa que atirar pedras nos VLTs e Trens Urbanos é vandalismo, representa crime contra o patrimônio público e é passível de punição. Quem praticar tal ato pode ser enquadrado no artigo 163 do Código Penal Brasileiro, por dano qualificado cometido contra o patrimônio da União, Estado ou Município. A pena para esse ato de vandalismo pode ser de seis meses a três anos de detenção e multa.

 

FONTE: IMPRENSA CBTU-MACEIÓ