trem-anima

 

 

Aprender lado a lado de colegas de trabalho e debater questões importantes, e tão pouco discutidas, como o combate ao preconceito racial, racismo estrutural e institucional, foi o tema do segundo “Papo de Ferroviário” - evento do Grupo de Trabalho de Diversidade e Inclusão, que dessa vez foi realizado em alusão ao Julho Negro, articulação internacional contra a militarização, o racismo e o apartheid no mundo, encerrando o mês de julho.

 

Márcia Cavalcante, integrante do GT de Diversidade e Inclusão faz a abertura do evento

 

 

Nesta sexta-feira, 28, os funcionários da CBTU se reuniram para trocar conhecimentos e falar de suas vivências, de forma simples e descontraída, através de um debate que teve início após a exibição de dois curtas intitulados “CPF - Não é o que parece” e “Racismo Institucional - Teste de Imagem”, com direito a pipoca. 

 

Funcionários assistindo ao documentário "CPF - Não é o que parece"

 

 

O primeiro filme trouxe diversos depoimentos que fazem um retrato do racismo no Brasil, como ele afeta a autoestima das pessoas, desde sua infância até o fim da vida. Já o segundo, foi bem curto mas impactante, pois fez um teste ao qual mostrou fotos de indivíduos brancos para um grupo, e de negros para outro, na mesma função, para questionar o que eles estavam fazendo. O resultado é que os que eram brancos, corriam por atraso, limpava a própria casa, era homem de negócio, enquanto os negros eram visto como ladrões por correr, empregada doméstica e mesmo de terno, o rapaz foi considerado um segurança de shopping.

 

Coordenadora do Grupo de Trabalho, Mônica Guimarães, conduziu o evento

 

 

Entender o racismo como estrutural, é compreender que não passa de um conjunto de hábitos repetidos há séculos, que após anos, tornou-se enraizado na sociedade e na mente de muita gente. Portanto, a reflexão que traz eventos como esse é que, na fala de um dos representantes do GT, Marcos Aurélio, analista de comunicação, “não basta não ter preconceito, é preciso ser anti-racista”.

 

A abertura do evento foi feita por uma das participantes do GT de Diversidade e Inclusão, Márcia Cavalcante, que em seguida passou a palavra para o superintendente Carlos Jorge, que parabenizou o grupo pela iniciativa e a todos os funcionários ali presentes.

 

Funcionários debatem sobre o combate ao racismo após a exibição dos filmes

 

 

A coordenadora do grupo, Mônica Guimarães, foi a responsável por conduzir a cerimônia, e falou da necessidade de ocasiões como essa “eu acho muito importante porque, muitos dos comportamentos que a gente reproduz lá fora, na sociedade, a gente acaba trazendo pro trabalho. Se questionar se o que eu acho engraçado não está agredindo o outro, por exemplo”. Ela ainda completou afirmando que o propósito do grupo é justamente esse, “melhorar nossa relação interpessoal aqui na empresa, para que a gente viva cada vez mais em um ambiente de harmonia, sem discriminação, para conseguir desempenhar as tarefas da melhor maneira possível”.

 

 

Grupo de Trabalho de Diversidade e Inclusão

 

 

Felicitações 

Depois do debate foi o momento de bater os parabéns dos aniversariantes do mês de abril, maio, junho e julho, que estiveram presentes. O momento de descontração foi encerrado com bolo e guaraná, além da distribuição de brindes ofertados aos funcionários, através da parceria da CBTU com a Kallas.

 

 
 

Aniversariantes dos meses abril, maio, junho e julho, presentes no evento

 

 

Maceió, 28 de julho de 2023.

 

Letícia Karine

Estagiária de Jornalismo

Supervisão: Ana Cristina de Moraes Sampaio

Jornalista / MTB 22.870 (SP)

Assessoria de Comunicação - Comak

Fotografia: Letícia Karine e Gabriela Toledo

CBTU Maceió

 
BettingRating.in is Best Online Casinos list at India! Asian luck-themed fortune tiger game.