trem-anima

 

 

A Estação Recife recebeu na manhã desta quarta-feira (6) o lançamento da campanha Tampinha Solidária. A iniciativa, que é uma parceria firmada entre a CBTU e o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer de Pernambuco (GAC-PE), visa reverter o material reciclável em recursos para as ações promovidas pela organização. O evento contou com a presença de representantes de ambas as instituições, incluindo a superintendente da CBTU, Marcela Campos, e a presidente da organização, Vera Lúcia Morais.

A causa foi abraçada pela CBTU com duas finalidades. Além da importância do retorno em recursos para o GAC, há, também, a questão da sustentabilidade, afinal, o descarte se torna correto e o destino das tampinhas será a reciclagem, como explica Marcela Campos. “Tantas vezes não sabemos como fazer o descarte correto desse material que todo mundo tem em casa, e isso pode ser revertido para o GAC”.

A opinião é partilhada por todos, relembra Vera. “Não estamos educando só as nossas crianças. É a população inteira. Ao invés de você jogar essas tampinhas no lixo, você vai aprender a colocar no lugar certo”. Ela, que também é médica oncológica, define o momento com uma palavra: gratidão. “Abraçar essa causa conosco sempre é muito importante. Agradeço demais a CBTU. Desde a primeira vez que estivemos aqui nós fomos super bem acolhidos”, finaliza.

O evento contou com intervenção artística do ator Adriano Cabral. Ele foi o responsável por orientar os transeuntes da Estação Recife durante a abertura, indicando onde as tampinhas podem ser colocadas. “É uma campanha que nos toca pela solidariedade. A gente percebe as pessoas querendo fazer o bem. Gente que comprou água mineral e já veio trazer a tampinha, outras que trouxeram de casa”, pontua.

O uso da ludicidade, ainda de acordo com o artista, é essencial para o sucesso da campanha já que cultura e educação são instrumentos poderosos de mobilização e sensibilização. “As pessoas querem o encantamento, sair do cotidiano. Então quando tem um personagem falando e trazendo as cores e o motivo do tema da campanha, elas olham com outros sentidos e a comunicação se torna mais eficiente”, complementa.

Onde, como e o que doar?

Além dos usuários do sistema que podem doar as tampinhas nas Estações Recife e Cajueiro Seco, foram disponibilizados pontos de coleta no Hall do Edifício Sede Operacional e em Cavaleiro, visando o alcance e engajamento do corpo funcional. Fazer o bem faz bem. Doe, colabore com a causa e ajude dezenas de crianças carentes e em tratamento.