trem-anima

 

 

Pensando na consolidação do projeto de implementação da Gestão de Riscos e Controles Internos (GRCI) na Companhia, a Gerência Técnica de Gestão de Riscos e Processos (GERIS) realizou, nesta quinta-feira (07/12), um workshop com o objetivo de engajar os empregados e promover o entendimento do conceito de mentalidade de riscos. O evento foi realizado no 8º andar da Companhia Brasileira de Trens Urbanos, em Brasília.


“Este workshop foi de extrema importância para gestão de riscos da CBTU, pois tivemos a oportunidade de não só divulgar, mas de disseminar a cultura, como também alinhar as informações e integração dos nossos colaboradores para a consolidação dessa eficiente ferramenta. O envolvimento de todos os empregados, independente de funções, cargos ou posições, torna-se fato preponderante para o sucesso do projeto”, disse o diretor de Planejamento e Relações Institucionais, Eduard Coimbra.

 

Durante o encontro, discutiu-se o papel de cada empregado e gestor funcional na contribuição com conhecimento específico da área para a GRCI. Foi apresentada a metodologia ISO 31000 e realizado um estudo de caso para trazer na prática a metodologia proposta.


Para Paola Braz, gerente da GERIS, o momento desempenhou um papel fundamental ao introduzir o conceito de gestão de riscos e controles internos em toda a Companhia. “O Workshop tem se configurado como uma oportunidade dinâmica e bastante propícia para a compreensão da importância e do papel de cada empregado neste projeto e da GRCI em suas respectivas áreas”.

 

 

Também foi mencionada a importância do papel do empregado no processo de mapeamento dentro da Companhia, destacando sua participação ativa na identificação, avaliação, implementação de estratégias, comunicação e revisão dos riscos nas operações diárias. Além das ações necessárias dos empregados, foram apresentados os benefícios que o projeto trará não apenas para as áreas de negócio, mas para toda a Companhia, como maior segurança nas tomadas de decisões, redução de incidentes e perdas, eficiência operacional, cultura de responsabilidade, desenvolvimento profissional, reconhecimento e valorização.


O projeto busca não apenas atender aos requisitos legais, mas também proporcionar benefícios diretos à prevenção de danos ao erário e à imagem da Companhia. A implementação das práticas de gestão de riscos e controles internos fornecerá informações mais precisas e relevantes à gestão, permitindo respostas mais assertivas aos desafios e contribuindo para decisões mais eficazes no aprimoramento do serviço de transporte público, fortalecendo a função social da Companhia.

 

Os workshops que estão sendo ofertados na Administração Central e logo, logo, nas Superintendências, são uma etapa importante na sensibilização e conscientização de todos nós no âmbito do projeto de implementação do gerenciamento de riscos (e sua cultura) na CBTU. O gerenciamento de riscos não é nenhuma novidade nas nossas vidas; o praticamos desde o momento em que acordamos até a hora de irmos dormir. Em uma empresa não é diferente. É preciso antecipar e responder a eventos que possam afetar nossas atividades enquanto indivíduos, enquanto áreas e enquanto corporação. Os ganhos com essa forma de pensar e agir são os mais diversos. Por isso é fundamental a participação de todos e todas. Afinal, como conhecedores dos riscos que envolvem nossos afazeres diários, ninguém melhor do que nós para apontar os caminhos a seguir”, finalizou Valmir Azevedo, Adjunto do dir. de Planejamento e Relações Institucionais.